NOSSOS VIDEOS

Loading...

segunda-feira, 4 de abril de 2011

MINHA BAHIA: Números do nosso Carnaval

“Faturamento de um camarote de carnaval: R$ 14,4 milhões. Taxa que paga à prefeitura: R$10,58. Ser empresário de bloco ou camarote no Carnaval, na Bahia, não tem preço!

Números reveladores do Carnaval da Bahia, foram publicados na Revista da Metrópole desta sexta: O bloco Camaleão fatura, sozinho, apenas com a venda de abadás, R$ 6,65 milhões. O Me Abraça fatura R$ 5,4 milhões do mesmo jeito, fora patrocínios.O Corujas fatura 4,94 milhões. Tudo isso em apenas três dias.Já os camarotes faturam assim: O do Reino, R$ 7,2 milhões; Nana Banana, R$ 6,2 milhões; Camarote Salvador, R$ 14,4 milhões. Tudo isso fora os patrocínios. Mas, por outro lado, sabem quanto um empresário paga de taxa à Prefeitura para montar um camarote no circuito do Carnaval? R$ 10,58 de taxa inicial e mais 42,34 por metro quadrado. Uma pechincha. Um achado. Uma oportunidade da China. Ou seja, os empresários não bancam, nem de longe, o custo da festa. Então, quem banca? O Governo do Estado e a Prefeitura investem R$ 30 milhões para colocar polícia na rua, realizar a limpeza, montar e desmontar toda infra-estrutura, pagar equipes de saúde, etc, etc, etc. Porém lembrem-se: o dinheiro do Governo do Estado e da Prefeitura sai do nosso bolso. E considerando que pesquisa divulgada recentemente no A Tarde constatou que 76% da população de Salvador não pula carnaval, e mesmo os 24% que pulam ficam espremidos entre tapumes e cordas de blocos, bancar essa festa imensa com dinheiro público fica mais injusto ainda. Tá na hora dessa conta mudar de mãos: quem fatura com o Carnaval é que tem que bancar a festa. Eu gostaria muito de saber a opinião dos que criticam o Bolsa Família como uma “esmola que deixa o povo dependente do governo” para saber o que eles acham dessa “superesmola” que dá lucro absurdo a empresas e mais empresas no carnaval, às custas dos investimentos públicos.

(Revista da Metrópole)

Nenhum comentário:

Postar um comentário